Mostrando postagens com marcador ataque. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ataque. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 20 de maio de 2022

Bolsonaro ataca três ministros do STF

O Cafezinho: Nesta sexta-feira (20), Jair Bolsonaro (PL) partiu para nova ofensiva contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Desta vez, os ataques foram contra Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin. Nas palavras de Bolsonaro, os três magistrados "infernizam o Brasil".
Leia Mais ►

sábado, 15 de janeiro de 2022

Após atacar advogados, Sergio Moro foge de debate público

Por Rafa Santos, no Conjur: Sem decolar  nas pesquisas de intenção de voto, o pré-candidato à presidência da República Sergio Moro (Podemos) voltou sua metralhadora verbal contra o Grupo Prerrogativas, em entrevista à revista Veja publicada nesta sexta-feira (14).
Leia Mais ►

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Política: CNBB exige ação contra deputado bolsonarista que ultrajou entidade e xingou arcebispo e o papa

www.seuguara.com.br/Frederico D'Avila/deputado/bolsonarista/CNBB/papa/
A CNBB (conferência Nacional dos Bispos do Brasil) pediu à Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) "medidas internas eficazes, legais e regimentais" contra o deputado bolsonarista Frederico D'Avila (PSL-SP). Na última sessão realizada na quinta-feira (14), o parlamentar chamou o arcebispo Dom Orlando Brandes, a CNBB e o papa Francisco de "vagabundos", "safados", "canalhas" e "pedófilos".

Leia Mais ►

sábado, 11 de setembro de 2021

Política: Os bastidores do impacto no Supremo de carta 'apaziguadora' de Bolsonaro

Reportagem de Nathalia Passarinho, da BBC News Brasil: Dois dias depois de fazer ameaças ao Supremo Tribunal Federal e chamar o ministro Alexandre de Moraes de "canalha", Bolsonaro divulgou carta em tom "apaziguador", declarando que nunca "teve a intenção de agredir quaisquer Poderes". O recuo do presidente surpreendeu ministros do STF, mas não convenceu, segundo apurou a BBC News Brasil. Para um grupo de integrantes do Supremo, a "pisada no freio" de Bolsonaro é, provavelmente, temporária, para reduzir pressões.
Leia Mais ►

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Justiça: Comunidade jurídica repudia ataque orquestrado contra escritórios de advocacia

www.seuguara.com.br/Marcelo Bretas/juiz federal/
Do Conjur: Não é de hoje que os escritórios de advocacia viraram alvo preferencial dos inimigos do direito de defesa. A escalada recente de investidas contra os defensores culminou na maior ofensiva já registrada no Brasil, a determinação de cumprimento de 50 mandados de busca e apreensão em escritórios e endereços residenciais de advogados e empresas nesta quarta-feira (9/9), pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.
Leia Mais ►

terça-feira, 21 de julho de 2020

Política: Roberto Jefferson ataca ministros do STF em entrevista para canal bolsonarista

www.seuguara.com.br/Roberto Jefferson/PDT/governo Bolsonaro/
O ex-deputado federal e atual presidente do PTB, Roberto Jefferson, em entrevista concedida nesta segunda-feira (20) a um canal do YouTube conhecido por apoiar o governo do presidente Jair Bolsonaro, atacou ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O político fez graves ofensas a componentes da Corte em uma série de comentários homofóbicos, e diz que dois magistrados "são sodomitas" e que "usam saia pela opção sexual".
Leia Mais ►

terça-feira, 26 de maio de 2020

'Mais grave que ataque ao Supremo é país não ter projeto adequado para educação', diz Barroso sobre Weintraub

Do G1: o ministro Luís Roberto Barroso, novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou nesta terça-feira (26) que mais grave do que ataques ao Superemo Tribunal Federal (STF) é a falta de projetos na área de educação. Barros se referia à declaração do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que defendeu a prisão dos ministros do STF.
Leia Mais ►

sábado, 7 de março de 2020

Bolsonaro estimula milícia virtual com novo ataque à jornalista Patrícia Campos Mello da Folha de S.Paulo

Jair Bolsonaro voltou a incitar a milícia virtual contra a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo, autora de reportagens sobre fake news comandada ele durante a campanha eleitoral. Bolsonaro divulgou no Twitter um testo da repórter, publicado em 2014, quando ela diz que o "Brasil marcou um golaço ao financiar Mariel", se referindo à construção do porto em Cuba.
Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger