terça-feira, 22 de outubro de 2019

Política: Eduardo Bolsonaro sai correndo pra fugir da imprensa na Câmara dos deputados [vídeo]

Por Erick Mota, no Congresso em Foco - Após lutar e conseguir destituir o líder do PSL na Câmara e assumir seu lugar, Eduardo Bolsonaro (SP) saiu correndo para fugir da imprensa. Ele apareceu no Plenário da Câmara de surpresa e fez uma fala breve contra o Foro de S. Paulo. Quando a imprensa foi abordá-lo ele correu, e muito, por três anexos do Congresso Nacional.
Se esbarrou em pessoas, seu segurança derrubou um celular no caminho e no final, desceu as escadas que dá acesso ao anexo quatro da Casa.

Antes do filho do presidente da República sair do Plenário, a deputada Caroline Detoni (PSL-SC) tentou despistar a imprensa e saiu pela entrada principal. Ao chegar no Salão Verde ela também tentou correr, ao perceber que a imprensa não estava atrás dela parou e perguntou: "De quem vocês estão atrás?". Logo na frente estava Eduardo Bolsonaro, que ao ver que a imprensa estava indo aborda-lo começou a correr.

O jornalistas foram atrás do deputado, começou então uma correria nos corredores da Câmara. No vídeo, é possível ver que o deputado só parou de correr, quando desceu as escadas que dão acesso ao anexo 4. 

Eduardo, assumiu a liderança do PSL na última segunda (21), após uma guerra de listas dos deputados da legenda para decidir quem ficaria com o cargo na Câmara. 


Imagem: reprodução/Erick Mota

[Pelo andar da carruagem não se sabe até quando seguirá a guerra interna instalada no PSL, partido que elegeu Jair Bolsonaro. Como difundido largamente pela imprensa em geral, após o delegado Waldir ser "convidado" a abrir mão da liderança, e por causa disso ficar cuspindo marimbondo para todos os lados dirigindo insultos ao presidente da República, em fim foi "convencido" a deixar o cargo. Tão logo Eduardo Bolsonaro ter assumido como líder do partido em seu lugar, destituiu todos os 12 vice-líderes da legenda.

Por outro lado, segundo informações do Congresso em Foco, a executiva nacional do PSL suspendeu 19 deputados, por conta da briga que dividiu o partido entre bivaristas e bolsonaristas. Aliado de Luciano Bivar, presidente do partido, o deputado Júnior Bozzella (PSL-SP) revelou que os 19 deputados foram suspensos por terem sido infiéis ao partido.
Mas a decisão da cúpula do partido logo foi por água abaixo. Pouco tempo depois da oficialização da notificação da suspensão dos 19 deputados, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF), por meio do juiz Alex Costa de Oliveira, concedeu liminar, impetrada pelos parlamentares notificados, para invalidar a tentativa da Executiva Nacional da legenda de suspender as atividades dos deputados.

Dentre os 12 vice-líderes do partido destituídos por Eduardo Bolsonaro, está a deputada Joice Hasselmann, que na semana passada já tinha sido tirada da liderança no Congresso. Ontem (21), em entrevista ao Portal UOL a deputada disse que há mais de 20 perfis nas redes sociais que alimentam ataque e notícias falsas contra adversários do presidente Bolsonaro. Hoje, em entrevista ao Portal G1, Joice Hasselmann, reafirmou da denúncia dizendo que "tem um grupo produzindo fake news dentro do gabinete de Bolsonaro"]

***

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger