domingo, 20 de setembro de 2009

Teófilo Otoni, pedras preciosas e valores humanos.


Teófilo Otoni é uma cidade localizada ao nordeste do Estado de Minas Gerais. Possui aproximadamente 130 mil habitantes. É considerada o maior centro lapidário do país, com cerca de três mil oficinas dedicadas ao ramo de exploração e comercialização de pedras preciosas, semi preciosas e cristais de rochas. Literalmente uma cidade que se dedica a "lapidar a pedra bruta" e trabalhar nelas depois de polidas por analogia à seus próprios cidadãos que vieram acolher um importante projeto sobre valores humanos. A cidade que de acordo com a etmologia da palavra siginifica "amigo de Deus", é conhecida  como a capital mundial das pedras preciosas e foi o lugar escolhido pela escritora Izabel Ribeiro para desenvolver o projeto por ela idealizado, e que resolveu denominar: "projeto Teófilo Otoni Capital  Mundial do valores Humanos - Lapidando pedras e agora Lapidando Gente". Segundo Izabel, e os editores do site criado para divulgação da idéia, "O objetivo do projeto é conscientizar a família, a escola e a sociedade do que é Educação. Hoje, educação é tida como sinônimo de ‘absorção de informação’ quando deveria ser de ‘formação de caráter’, que é o conjunto de valores, de virtudes, no coração da pessoa - quanto mais valores e virtudes uma pessoa tiver, melhor será o caráter dela. Mas tem um detalhe: se eu acho que educação é só absorção de conhecimento, vou encher meu filho de conhecimento e o caráter dele ficará a deus dará. Aí, o que acontece? Vou ter uma pessoa cheia de conhecimento, inteligente, mas sem virtudes, que poderá usar todo o seu conhecimento para o mal...". Foi com espírito de garimpeiro de conhecimento e com meu mal bom costume de buscar a verdade das coisas que cheguei a conhecer a seriedade deste projeto. Ele pode vir a preencher uma lacuna existente na grade curricular do ensino médio. Trocando algumas idéias com professores amigos meus, chegamos ao consenso a conclusão, ou pelo menos ao fim da conversa, concordando que nas escolas além da informação específica de uma matéria, não existe a divulgação de conceitos relativos à reais valores visando a formação integral do ser humano. E que tudo começa no ambiente familiar, através do exemplo. Já não se conversa mais sobre: ação correta, paz, fraternidade, não-violência, harmonia, bom humor, humildade, tolerância, bons costumes, sinceridade, solidariedade, honestidade, disciplina. Nem na escola, nem nos lares onde tem sempre alguém ouvindo e observando. Você há de convir comigo, onde há ausência desses valores há espaço para as fraquezas do ser humano. As paixões, a raiva, a ambição, o egoísmo. É visto e sabido que a sociedade contemporânea  passa por uma crise de valores e ética bons costumes. Basta ver as manchetes da mídia em geral.
O projeto aqui referido certamente fora inspirado no Programa de educação em valores humanos, criado por Bhagavan Sri Sathya Sai Baba, mestre indiano reitor da Universidade Sri Sahtya Sai da Índia. Divulgado aqui no Brasil pelo Instituto de Educação em Valores Humanos, portal que divulga os conhecimentos do mestre.

Diferença entre as escolas de 1957 e 2009.

Fonte da imagem: Ca Chorra. 

                                    
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger