quarta-feira, 7 de março de 2012

TSE inicia testes de preparação às urnas eletrônicas

Promovido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), teve início nesta Terça-feira, em Brasília-DF, a fase de preparação para a 2ª Edição dos Testes Públicos de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação. Compareceram ao evento de abertura, além dos investigadores inscritos e interessados, representantes de dez países: Suíça, Botsuana, Paraguai, Indonésia, França, Arábia Saudita, Filipinas, Guatemala, Cabo Verde e Uruguai. Os investigadores terão dois dias para conhecer o sistema e testar a segurança da urnas eletrônicas.

Giuseppe Dutra, secretário de Tecnologia de Informação do TSE, fez a palestra de abertura do evento afirmando que o ato demonstra a maturidade do processo eleitoral brasileiro, tornando-o cada vez mais transparente e seguro. Ressaltando que o compromisso do TSE, é melhoria continua do processo para a maior eleição informatizada do mundo. A primeira edição de testes públicos de segurança foi realizada em 2009. Esta, contará com o apoio do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e da Universidade de Brasília (UnB).
 
Durante os dias 20, 21, e 23 deste mês, os investigadores inscritos (Hackers), irão tentar realizar "ataques" aos componentes internos e externos da urna eletrônica, com a finalidade de explorar as eventuais falhas em relação ao sigilo do voto e à integridade do próprio sistema.
Os investigadores serão distribuídos em nove grupos, três deles com apenas um integrante. Cada grupo terá a sua disposição: uma urna modelo 2009, um conjunto de lacres, além de três computadores ligados à Internet com acesso à sala de exposição dos códigos-fonte do programa. O acesso ao ambiente será permitido aos observadores externos, ao pessoal de apoio e às Comissões Disciplinadora e Avaliadora. 

No dia 29 de Março, às 10 horas, em audiência pública na Sede do TSE, serão apresentados os resultados e as conclusões dos testes (acesse o hotsite do evento). Os investigadores com participação efetiva no evento, receberão Certificado de participação. Não haverá premiação em dinheiro. Futuramente, poderão ser implementadas, as sugestões de melhorias apresentadas. Para maiores informações, confira também o site Biometria e Urna Eletrônica
 
Bem sabemos que, em um passado bem recente existiram polêmicas e questionamentos de vários setores, em relação a inviolabilidade da urna eletrônica. Incluído o setor político, onde não faltaram bravatas em referência à manipulação e violação do sistema (Veja vídeo). Prefiro acreditar que são apenas, manifestações políticas contrárias a implementação do sistema, em vista que não existe um sistema tão perfeitamente inviolável que não permita a ação deletéria do próprio homem.

Posto que, em uma Democracia prevalece a vontade do povo, que é soberana, qualquer que seja o sistema de escolha dos seus representantes estará sujeito a algum tipo de fraude. Nenhum sistema está 100% imune à fraude. Agora, o que existe sim, infelizmente, é o político-fraude. Talvez, só uma reforma política nacional ampla e séria poderá dar um jeito nesse tipo, e extirpá-lo do sistema. Como diria Sergio Angelini, presidente da Magic Software Argentina, " O voto eletrônico é para muitos políticos o mesmo que o sexo para adolescentes. Ambos gostam de falar sobre o tema sem saber do que se trata".



Fonte das informações: TSE
Imagem: DocumentoReservado.
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger