Mostrando postagens com marcador TSE. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador TSE. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 28 de junho de 2022

"Não me contamino pelo ódio", diz Barroso sobre interrupção em evento

Redação do Migalhas: Neste domingo, 26, episódio lamentável ocorreu com o ministro Luís Roberto Barroso, do STF. S. Exa. palestrava durante o Brazil Forum UK em Oxford, na Inglaterra, quando foi grosseiramente interrompido por uma pessoa da plateia. Naquele momento, o ministro dizia que, ao presidir o TSE, teve que gastar tempo e energia debatendo a volta do voto impresso "com contagem pública manual".

Leia Mais ►

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Eleições 2022: Forças Armadas vão "fiscalizar" urnas e governo fala em "programas próprios"

Por Patrícia Faermann, no GGN: O governo de Jair Bolsonaro quer que as Forças Armadas "fiscalizem" as urnas eletrônicas durante as eleições e indica o "desenvolvimento de programas próprios" da Polícia Federal. A medida, sem precedentes na história, consta em ofícios do Ministério da Defesa e do Ministério da Justiça ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Leia Mais ►

sexta-feira, 17 de junho de 2022

O incrível negacionismo do golpe. Por Eduardo Guimarães

Por Eduardo Guimarães, para o 247: Em 17 de junho de 2022, o site do jornal O Globo publica a manchete "Integrantes do governo admitem que Bolsonaro pode atuar para barrar eleições em risco de derrota iminente". Sim, esse período quilométrico é um título.
Leia Mais ►

quarta-feira, 15 de junho de 2022

O inquérito das fake news é inegociável. Por Moisés Mendes

Publicado originalmente por Moisés Mendes, em seu blog: o Brasil transforma uma pergunta inquietante na sua própria resposta, quando indaga sobre possíveis punições a facções de direita e extrema direitas investigadas ou já denunciadas e processadas pelos mais variados crimes. A resposta, não é apenas retórica, é essa: o Brasil não espera nada. O país acostumou-se à impunidade dos que estão dentro ou no entorno do poder.
Leia Mais ►

sábado, 11 de junho de 2022

General, o senhor não comanda o TSE. Por Fernando Brito

Por Fernando Brito, em seu blog: O atrevido ofício mandado pelo General Paulo Sérgio de Oliveira (aqui, na íntegra) ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral [TSE], Edson Fachin, é um documento do qual escorrem ameaças das entrelinhas.
Leia Mais ►

quarta-feira, 8 de junho de 2022

STF derruba decisão de Nunes Marques e mantém cassação de deputado bolsonarista

Por Flávia Maia, no JOTA: A 2ª Turma do Superior Tribunal Federal (STF), por 3 votos a 2, derrubou, nesta terça-feira (07), a decisão monocrática do ministro Nunes Marques que tinha devolvido o mandato ao deputado estadual do Paraná Fernando Francischini (União-PR), primeiro parlamentar cassado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por fake news. Como consequência da decisão, mantém-se também o afastamento de outros três deputados estaduais: Emerson Bacil, Paulo do Carmo e Cassiano Caron.
Leia Mais ►

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Política: 'Vamos falar de golpe?' Por Guilherme Scalzilli

Por Guiherme Scalzilli, no Zona Curva: Golpe - o campo democrático exibe uma irresponsabilidade chocante apegando-se às frágeis narrativas do TSE sobre a segurança do voto eletrônico. Pessoas que temem um golpe fascista desconsideram os meios potencialmente mais simples de viabilizá-lo.
Leia Mais ►

sexta-feira, 3 de junho de 2022

Nunes Marques devolve mandato de deputado que atacou urnas eletrônicas

Por Bruna Lima, no Metrópoles: O ministro do STF Nunes Marques acaba de devolver o mandato do deputado bolsonarista Fernando Francischini, do União Brasil do Paraná, cassado em outubro do ano passado pelo Tribunal Superior Eleitoral por propagar desinformação contra as urnas eletrônicas. Francischini foi o primeiro parlamentar condenado por fake news contra as urnas.
Leia Mais ►

sábado, 14 de maio de 2022

Bolsonaro volta a subir o tom sobre eleições e diz que 'pessoas' querem 'tumultuar' o país

Do Jornal Extra: um dia após o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, afirmar que quem trata das eleições são "forças desarmadas', o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que as Forças Armadas foram convidadas a participar do processo eleitoral e não forma para servir de "moldura para quem quer que seja". O presidente ainda afirmou, sem citar o nome do ministro, que há, em Brasília, "pessoas poucas" que saem das quatro linhas da Constituição para "tumultuar o que vem acontecendo no Brasil".
Leia Mais ►

sexta-feira, 13 de maio de 2022

Política: Bolsonaro se faz de desentendido em relação aos ataques às eleições e rebate presidente do TSE

Redação Ucho.Info: Como sempre afirma o UCHO.INFO, o presidente Jair Bolsonaro governa (sic) à base de "balões de ensaio" para testar a resistência do Poderes constituídos e das instituições. Quando algum revés ocorre no âmbito do enredo golpista, o chefe do Executivo abusa da desfaçatez e recorre à dissimulação para tentar vender a imagem de "defensor da democracia", o que não procede.
Leia Mais ►

terça-feira, 10 de maio de 2022

TSE rejeita sugestões da Defesa para eleições 2022

Reportagem de Tiago Angelo e Lucas Mendes, para o Poder360: O ministro Edson Fachin, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), respondeu nesta segunda-feira (09) a uma série de recomendações feitas pelo Ministério da Defesa em março deste ano sobre o sistema eleitoral. As sugestões não foram acolhidas.
Leia Mais ►

sábado, 7 de maio de 2022

STF vê risco de interferência das Forças Armadas nas eleições

Publicado por David Nogueira, em O Essencial: De acordo com ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), o ofício enviado pelo Ministério da Defesa ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pede a divulgação das sugestões feitas pelas Forças Armadas para as eleições de outubro é um "movimento em busca de protagonismo no processo eleitoral".
Leia Mais ►

segunda-feira, 2 de maio de 2022

Eleições 2022: 'O perigo está à vista: quem quiser ser cego, seja'. Por Fernando Brito

Publicado por Fernando Brito, no Tijolaço, em 30/04/22: Não faltam fatos e análises para que se veja a ameaça de uma intervenção militar no processo eleitoral brasileiro. Quando se chega ao ponto do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Fachin, ter de dizer que ela não será aceita, está admitindo que existem intenções de fazê-la.

Leia Mais ►

sexta-feira, 29 de abril de 2022

Eleições 2022: Militares tentarão "convencer" TSE de propostas, diz Bolsonaro

Por Emilly Behnke, no Poder360: O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (28), que representantes da Forças Armadas continuarão a ter reuniões para "convencer" o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de sugestões para as eleições deste ano.
Leia Mais ►

quinta-feira, 28 de abril de 2022

Em encontro com Bolsonaro, WhatsApp confirma Comunidades apenas após as eleições 2022

Publicado por Caio Matos, no Congresso em Foco: O presidente Jair Bolsonaro (PL) se reuniu, nesta quarta-feira (27), com representantes da empresa Meta, dona do aplicativo de mensagens WhatsApp, para debater os termos do acordo do mensageiro com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Leia Mais ►

quarta-feira, 20 de abril de 2022

MPF pede que WhatsApp adie megagrupos para 2023

Redação Bem Paraná, com agências: O Ministério Público Federal questionou o WhatsApp sobre a possibilidade de estender, para o início de 2023, o adiantamento da implementação, no Brasil, da nova funcionalidade da plataforma que vai permitir que uma mensagem chegue a milhares de usuários. A Procuradoria aponta riscos que um 'aumento de viralização de conteúdos potencialmente desinformados pode trazer' para os direitos fundamentais de participação política dos brasileiros e para a integridade das instituições democráticas nacionais.
Leia Mais ►

sexta-feira, 15 de abril de 2022

Em motociata, Bolsonaro ataca acordo entre WhatsApp e TSE para eleições e faz novas ameaças

Por Folhapress: O presidente Jair Bolsonaro (PL) atacou nesta sexta-feira (15) o acordo entre o WhatsApp e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que a nova ferramenta do aplicativo, que permite grupos com milhares de pessoas, só comece a funcionar no Brasil após o segundo turno das eleições.
Leia Mais ►

segunda-feira, 21 de março de 2022

Eleições 2022: entenda as diferenças entre Telegram e WhatsApp

www.seuguara.com.br/Telegram/WhatsApp/eleições 2022/STF/TSE/
O número praticamente ilimitado de participantes em grupos no Telegram e o uso de ferramentas de programação aberta estão entre as principais diferenças da plataforma em relação a concorrentes como o WhatsApp. Ainda, a falta de representação no Brasil e a ausência de mecanismos que coíbam a distribuição de desinformação colocaram o aplicativo no centro de discussão sobre as eleições diste ano no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia Mais ►

quinta-feira, 10 de março de 2022

Ministro Alexandre de Moraes entrega provas contra Bolsonaro ao TSE

Publicado por Bergson Araujo, no DCM: O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, reenviou provas contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O material entregue pelo relator do caso trata de uma live onde Bolsonaro compartilhou dados secretos relacionados ao ataque hacker contra o TSE em 2018.
Leia Mais ►

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Bolsonaro falta à posse no TSE, mas encontra apoiadores

Poder360: O presidente Jair Bolsonaro (PL) conversou com apoiadores no Palácio da Alvorada durante cerca de 30 minutos na noite desta terça-feira (22). O chefe do Executivo parou para falar com os populares pouco antes de 19h, horário marcado para a posse no TSE (Tribunal Superior Eleitoral, ao qual recusou o convite por motivos de agenda.
Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger