quarta-feira, 19 de junho de 2013

Projeto Tarifa Zero - uma entrevista para entender melhor o Movimento Passe Livre [vídeo]

O entrevistado é o engenheiro aposentado Lúcio Gregori, secretário de Transportes do município de São Paulo durante a gestão da prefeita Luiza Erundina, em 1989. Gregori, é o idealizador do projeto tarifa zero e tentou implantar o sistema gratuito de transporte público na capital paulista. A pressão foi enorme. A gestão de Erundina foi atacada de todas as formas pela mídia, por juristas conservadores e pelas empresas de ônibus.
Naquela ocasião faltou à petista nordestina, a primeira prefeita eleita representando um partido de esquerda na capital paulista, mais apoio político, manifestações e o povo na rua pedindo mudanças.

Luiza Erundina, hoje é deputada eleita pela quarta vez e pertence à bancada do PSB. Abandonou o PT quando o partido aceitou a aliança com o ex-governador do estado Paulo Maluff. Como todos sabem, Maluf chegou a ser preso por corrupção. É procurado pela Interpool, mas jamais chegou a enfrentar a corte maior de justiça do país, o Supremo Tribunal Federal, a exemplo dos "mensaleiros". Porém, isto é uma outra história. 

A ex-prefeita Luiza, fiel às suas convicções jamais aceitaria a aliança daquele que foi seu maior adversário político. Se fosse mais tolerante com as nuances da política, talvez estivesse de volta à administração da capital paulista no lugar de Fernando Haddad, eleito prefeito no último pleito.

Por ironia da política e por não atender interesses oportunos e escusos de terceiros, a ideia esplêndida e perfeitamente exequível do seu secretário de Transportes Gregori, não foi assimilada pela sociedade naquele momento. Perdeu-se também na falta de vontade política do governo estadual que não deu importância à ideia. Entretanto, o Projeto Tarifa Zero idealizado por Lúcio Gregori, segue em busca de 500 mil assinaturas para ser apresentado à câmara dos vereadores. Todavia, ressurge na forma de um movimento social proposto por um grupo de jovens estudantes denominado então de "Movimento Passe Livre".   

Como disse aqui, "o tempo é senhor da razão e a história é mãe da sabedoria". O governo de Dilma Rousseff parece ter esquecido as lições do passado. Envolvido por demais nas questões politico-partidárias e na ganância pelo poder está faltando com o dever de casa. Deixou de ouvir a voz do povo, apesar de concentrar-se nos programas sociais levados à efeito na tentativa de reduzir as desigualdades e a pobreza.

Não está dando para entender o silêncio do PT diante da realidade que se apresenta, uma vez que que assumiu o poder sob a égide da luta pela democracia, redistribuição melhor a renda do erário público e atendimento às necessidades básicas da maioria do povo brasileiro. Perde aos poucos a sintonia com os trabalhadores. 

Por desrespeito dos governantes à população, o sistema de transporte público nas grandes cidades não atende mais as necessidades do cidadão. Faltam veículos. E a estrutura viária precisa urgentemente ser repensada. Como dizem, não é só os R$ 0,20. Senão, vejamos os argumentos de Lúcio Gregori sobre viabilidade e a necessidade do transporte público gratuito, em entrevista neste vídeo que faz parte do documentário impasse, produzido a partir das manifestações de estudantes ocorridas em Florianópolis em 2010, contra o aumento da tarifa do transporte coletivo. 




Fonte: educaçãopolítica de Glauco Cortez
Imagem: reprodução/manifestação.org


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger