sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Petróleo, Petrobrás, tecnologia e soberania nacional

Por Ricardo Maranhão (*) - "Petróleo é bem de uso coletivo, criador de riqueza. Pesquisa, lavra e refinação, constituem as partes de um todo, cuja posse assegura poder econômico e poder político, uma atividade que se confunde com a própria SOBERANIA NACIONAL" - (General Júlio Caetano Horta Barbosa, Conferências no Clube Militar, 30.07 e 06.08.1947). 

ENERGIA E CIVILIZAÇÃO

Energia é a capacidade de produzir trabalho. Trabalho no sentido amplo. Elevar e abaixar cargas. Aquecer, resfriar ou iluminar ambientes. Movimentar pessoas e mercadorias. Cozinhar alimentos. Acionar máquinas em todo tipo de indústria. Mover caminhões, automóveis, trens, navios, metrôs, aviões, motocicletas, bicicletas, bondes. 

Sem energia nada se faz. Nada. Sem energia não existe civilização. As pessoas morreriam de calor, de frio, de fome ou de sede. 

O consumo de energia define o grau de desenvolvimento de um povo. Quanto mais civilizada, rica e culta uma sociedade maior é o seu consumo de energia. 

A utilização, por uma comunidade, das diversas fontes e formas de energia e as transformações de uma modalidade energética em outra, compõem a chamada MATRIZ ENERGÉTICA desta sociedade. 

A matriz energética brasileira é uma das mais limpas do mundo."

O petróleo, é talvez a mais importante fonte de energia geradora de riqueza, no Brasil. Estratégica e diretamente ligada à soberania nacional é explorado pela Petrobras, não exclusivamente. Informações recorrentes e improváveis, nos dão conta que a mais importante estatal do Brasil encontra-se em estado de insolvência. Estaria a Petrobras realmente, quebrada? Como anunciam setores públicos e privados interessados na privatização da empresa? Afinal, as privatizações das subsidiárias e a venda de ativos da Petrobras, seriam verdadeiramente uma boa saída para o desenvolvimento da economia do país? 

Siga para a MATÉRIA COMPLETA de autoria do ex-deputado federal, engenheiro, conselheiro do Clube de engenharia e da Associação dos Engenheiros da PETROBRÁS, Ricardo Maranhão, para esclarecer essas e outras dúvidas e obter mais informação. Maranhão, fala também sobre a corrupção que envolveu a estatal, desde sempre. Como ele diz, "a mídia, não raro, tenta partidarizar o assunto quando, na verdade, ocorreu, lamentavelmente, o envolvimento de quase todos os partidos políticos. É necessário criar novas formas de financiar as campanhas políticas, afastando os abusos do poder econômico, que transformam a democracia em plutocracia", afirma. 

Veja também um resumo da matéria, em palestra proferida pelo autor em um congresso da FUP (Federação Única dos Petroleiros) no final de junho 2017, na cidade de Salvador (BA).

Imagem: reprodução

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger