quinta-feira, 26 de março de 2020

Jogadores de futebol no Brasil rejeitam proposta dos clubes em reduzir salários, durante a paralisação dos campeonatos

A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FNAPF) rejeitou a proposta dos clubes de reduzir os salários dos jogadores em 25%, com atividades suspensas devido à pandemia de coronavírus. A proposta foi enviada nesta quarta-feira (25) pelo presidente do Fluminense, Mário Bitencourt, que é representante da Comissão Nacional de Clubes (CNC).

Além de recusar a proposta de redução de salários, a Federação apresentou contraposta em relação as férias coletivas do jogadores. A FNAPF aceita a liberação dos atletas, entre 1º e 30 de abril, com o pagamento integral da férias e do 1/3 previsto na legislação até o dia 4 maio.

A proposta dos clubes era de férias de 20 dias, com maior prazo para pagamento. A Federação pede a garantia da licença remunerada, que os atletas tenham direito, de no mínimo 10 dias, entre o Natal e o Ano Novo. A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol defende que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) atue como avalista n cumprimento do acordo entre clubes e atletas, no que diz respeito ao pagamento de salários e da parcela referente aos direitos de imagem do mês de março até o dia 7 de abril.

Em relação a proposta dos clubes em reduzir salários, rejeitada pelos jogadores, a FNAPF alega que o corte nos vencimentos não está previsto na Consolidação da Leis do Trabalho (CLT). A entidade que representa os jogadores de futebol divulgou nota oficial sobre a contraposta.  

Fonte: superesportes
Imagem: reprodução/Foto: Lucas Figueiredo/CBF

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger