quarta-feira, 22 de setembro de 2021

As "verdades" de Bolsonaro e o mundo paralelo dos bolsonaristas. Por Rudolfo Lago

www.seuguara.com.br/bolsonaristas/Bolsonaro/mundo paralelo/
Originalmente publicado por Rudolfo Lago, no Congresso em Foco: Enquanto um grupo fazia um protesto na entrada do hotel na sua chegada, o presidente Jair Bolsonaro entrou por uma porta lateral. Enquanto a população vacinada apresentava seus comprovantes de imunização para entrar em restaurantes, Bolsonaro comia uma fatia de pizza na calçada. Enquanto novos manifestantes protestavam do lado de fora, de dentro de uma van o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fazia gestos obscenos. Antes do início do discurso de Bolsonaro abrindo a Assembleia Geral da ONU tudo isso aconteceu em Nova York. Mas no estranho e paralelo bolsonarista, foi tudo bem diferente.
www.seuguara.com.br/bolsonaristas/Bolsonaro/mundo paralelo/

Um vídeo que circula nas redes de apoiadores do presidente mostra Bolsonaro passando pela porta que separa a área de desembarque do restante de um aeroporto, sendo recebido por uma multidão, que o carrega nos braços, emocionada. No estranho e paralelo mundo bolsonarista, foi assim que o presidente chegou a Nova York. Talvez de nada adiante, mas é importante dizer que o tal vídeo é de 2018, da campanha à Presidência da República. E que o aeroporto é de uma cidade brasileira que só tem paralelo com Nova York o fato de também começar com a letra N: aquilo foi no Aeroporto de Natal.


Temo aí mais um exemplo a explicar o enorme esforço de Bolsonaro para tentar tirar das redes sociais a prerrogativa de poder bloquear conteúdos ofensivos e falsos. A tática usada por Bolsonaro e outros líderes da nova direita mundial, como Donald Trump, alimenta-se da necessidade de criar essas realidades paralelas. Em bom português, alimenta-se de falsear a realidade. Em português mais claro ainda, alimenta-se de disseminar mentiras que se tornam verdade nas mãos dos crédulos ou dos mal intencionados.


É uma aguda evolução do fenômeno de não gostar da verdade. O processo de reagir à verdade desagradável evoluiu para a construção de fato de uma verdade paralela. Se a covid-19 incomoda, diremos que a covid-19 não existe. Se não há remédio para curá-la, inventemos a cloroquina. Se as pesquisas indicam que vamos perder a próxima eleição, diremos que ela será fraudada. Se o presidente não vacinado tem que se movimentar como um ária por Nova York e comer pizza na calçada, diremos que ele foi recebido de braços abertos pelos novaiorquinos.


O grande problema de tudo isso é conseguir com que a verdade do mundo paralelo suplante a verdade do mundo verdadeiro. Enfim, tornar possível sempre a máxima do ministro da Propaganda nazista Joseph Goebbles de que uma mentira contada mil vezes vira verdade. Bem, a mentira nazista tragicamente colou nos alemães por muito tempo, mas uma hora acabou desmascarada.


Bolsonaro subiu no púlpito do salão da Assembleia Geral da ONU na manhã de hoje [21/09] disposto a estabelecer ali as suas verdades. Disse que mostraria ali um Brasil diferente do que aparece nos jornais e TVs. E fez uma mistura de escolhas de pontos que são verdadeiros - como a evolução das parcerias com a iniciativa privada feitas pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que realmente acontecem - com outros que são controversos. Como o argumento de que o isolamento social contribui para aumentar a inflação no mundo. Certamente, a covid-19 não foi algo simples de lidar para nenhum país do planeta. Mas alguns países que fizeram isolamento social rigoroso e vacinaram a sua população, como Portugal, já estão bem mais próximos da normalidade que o Brasil. Quanto à inflação, estudo da OCDE publicado hoje [21/09] mostra que, de uma lista de 20 países, o Brasil será o terceiro com maior inflação em 2021.


A verdade paralela talvez sobreviva para sempre na crença dos bolsonaristas mais radicais. O desafio é saber até quando ela tem capacidade de sobrevivência fora dessa bolha. 


Imagem: reprodução


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger