domingo, 23 de novembro de 2014

Petrobras: holofotes da operação Lava-jato passeiam de lá pra cá

Os holofotes da operação denominada “Lava-jato” pela Polícia Federal, que investiga a corrupção na Petrobrás achou o personagem que arrecadava recursos para o PSDB. Mais precisamente para a campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG), junto a grandes empreiteiras. Trata-se de um ex-executivo do banco Itaú, Sérgio de Silva Freitas, citado pelo dono da construtora UTC Ricardo Pessoa em seu depoimento à Justiça Federal.
Segundo Pessoa, o contato do “Dr. Freitas”, para tratar de doações eleitorais era o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari. “Dr. Freitas”, “não consta como tesoureiro oficial do PSDB, mas que circula nas sombras da arrecadação de campanhas”. Ele concedeu entrevista aos jornalistas Aguirre Talento, Gabriel Mascarenhas e Rubens Valente, da Folha de S. Paulo, e disse  “ter procurado o empreiteiro, mas nega qualquer pedido de recursos. Diz que foi lá só para tentar convencê-lo a doar”. Seu apelo parece ter dado certo.



“Segundo dados da Justiça Eleitoral, nas eleições de 2014 a UTC doou R$ 2,5 milhões ao comitê do PSDB para presidente e mais R$ 4,1 milhões aos comitês do partido em São Paulo e em Minas Gerais, além de R$ 400 mil para outros candidatos”, de acordo com informação do site http://pocos10.com.br/.

Em parte, isso explica o momentâneo silêncio dos principais oposicionistas ao governo. Tucanos planam sorrateiros neste pantanal de corrupção criado em torno da Petrobras. No entanto, ávidos como abutres são rápidos a evidenciar os malfeitos e os podres dos outros. E hipócritas suficiente para tentar disfarçar seu comprometimento no esquema criminoso.    
   
Para saber mais, leia aqui a reportagem da Folha. E confira abaixo, uma matéria em que o jornalista Fernando Brito comenta sobre o assunto.   

No Tijolaço

Ah, então temos o “Doutor Freitas” tucano nas empreiteiras




Com a participação de Rubens Valente, o repórter que desvendou os segredos da Operação Banqueiro de Daniel Dantas, ficamos sabendo que a UTC, uma das empreiteiras acusadas na Operação Lava-Jato recebia visitas do “Dr. Freitas”, emissário do PSDB, em busca de contribuições eleitorais.

E as conseguia, com fartura.

A reportagem – coisa rara no Brasil – vai atrás de quem seria o operador tucano e traz-nos sua identidade: é Sérgio Freitas, ex-executivo do Banco Itaú, ” que atuou na arrecadação de recursos de campanhas de políticos do PSDB em 2010 e 2014″.

E atuou bem:  captou R$ 2,5 milhões ao comitê de Aécio Neves  e mais R$ 4,1 milhões aos comitês tucanos em São Paulo e em Minas Gerais, além de R$ 400 mil para outros candidatos tucanos, dados pela empreiteira, que doou também ao PT e a outros partidos e candidatos, entre eles Ronaldo Caiado (DEM).

Freitas havia desempenhado o mesmo papel na campanha de Serra, em 2010, época em que o esquema de Paulo Roberto Costa andava de vento em pôpa.

Para além dos fatos, a matéria revela a imensa hipocrisia do que vem sendo a cobertura desta história.

Todos (ou quase todos)  os candidatos, num sistema eleitoral corrompido pelas doações empresariais legais como é o nosso, precisam recorrer ao dinheiro das empresas, se tiveram pretensão de serem eleitos.

É evidente que a política, se depende de pessoas que sabem procurar empreiteiras para pedir dinheiro “por dentro”, se sujeita à obvia possibilidade de que se peça – para si ou para alguém – o “por fora”.

É por isso que que Reinaldo Azevedo  chama de “ideia asnal”  a de  “banir o mercado do financiamento de campanhas eleitorais”.

Porque o financiamento privado de campanhas é a grande corrupção.

O resto é o varejo dos ratinhos que tomam um aqui e outro ali, como infelizmente acontece no mundo inteiro, até no comunismo chinês.

Aliás, e a propósito, porque é que não se fala que o tal Pedro Barusco, que rapidinho se ofereceu para devolver R$ 250 milhões depositados no exterior, trabalha para André Esteves,  dono do  banco BTG Pactual, e  que se tornou habitué na campanha de Aécio Neves?

Ou será que estamos ainda no Brasil em que a moral e a lei servem para uns, mas não para outros?


Fonte: Pocos10/Tijolaço
Imagem: reprodução/Tijolaço

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger