quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Interferência online afeta eleições em todo o mundo

Estudo realizado por uma agência de monitoramento da democracia, chamada Freedom House, revela que governos e elementos locais [políticos e empresários] utilizaram a internet para influenciar 26 de 30 eleições nacionais em todo o mundo, incluindo a situação no Brasil.
Financiada em parte pelo governo dos Estados Unidos, a Agência afirmou que a interferência eleitoral online se tornou uma "estratégia essencial" para aqueles que querem perturbar a democracia. Clique aqui para ver a pesquisa (em inglês).

O grupo de estudos disse em seu relatório anual, que a desinformação e a propaganda foram as ferramentas mais populares usadas. E que "Estados e elementos partidários usaram redes sociais para disseminar teorias conspiratórias e memes enganosos, muitas vezes trabalhando em paralelo com personalidades midiáticas e figuras do empresariado simpatizantes do governo.

O presidente da Freedom House, Mike Abramowitz, explicou que "muitos governos estão descobrindo que, nas redes sociais, a propaganda funciona melhor do que a censura". "Autoritários e populistas de todo o Globo estão explorando tanto a natureza humana quanto algoritmos de computador para conquistarem as urnas, tripudiando regras concebidas para garantir eleições livres e justas", disse Abramowitz. 

Alguns daqueles que tentam manipular eleições desenvolveram táticas para driblar os esforços das empresas de tecnologia para combater notícias falsas e enganosas, revelou o relatório. No Brasil, por exemplo, o relatório afirma que o então "candidato populista de direita Jair Bolsonaro capturou a presidência de pois de um período eleitoral conturbado marcado por campanhas de desinformação e violência política".

(...)

A Freedom House também descobriu um aumento no número de governos usando bots e contas falsas para moldar sorrateiramente as opiniões na internet e assediar oponentes - tal comportamento foi visto em 38 dos 65 países analisados no relatório. As redes sociais também estão sendo cada vez mais usadas para a vigilância em massa, já que autoridades de ao menos 40 países instituíram programas avançados de monitoramento destas plataformas. 

Imagem: reprodução/Foto: Jason Howle/Flickr/domínio público

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger