Mostrando postagens com marcador Cuba. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Cuba. Mostrar todas as postagens

sábado, 7 de março de 2020

Bolsonaro estimula milícia virtual com novo ataque à jornalista Patrícia Campos Mello da Folha de S.Paulo

Jair Bolsonaro voltou a incitar a milícia virtual contra a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo, autora de reportagens sobre fake news comandada ele durante a campanha eleitoral. Bolsonaro divulgou no Twitter um testo da repórter, publicado em 2014, quando ela diz que o "Brasil marcou um golaço ao financiar Mariel", se referindo à construção do porto em Cuba.
Leia Mais ►

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Cuba abandona o Programa Mais Médicos no Brasil, após ameaças de Bolsonaro

O Ministério da Saúde de Cuba informou nesta quarta-feira (14), que não participará mais do Programa Mais Médicos no Brasil, devido às declarações "ameaçadoras e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro. De acordo com a Nota divulgada, Bolsonaro ameaçou a presença dos médicos cubanos no país e reiterou que modificará os termos e as condições do Programa, desrespeitando a Organização Pan-americana da Saúde. Leia a nota na íntegra.
Leia Mais ►

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Seleção dos Estados Unidos jogará amistoso contra Cuba depois de 69 anos

"A equipe dos EUA, que ficou em quarto lugar na Copa América Centenário, jogará contra Cuba no dia 7 de outubro, em La Havana uma partida com tons históricos, pois o primeiro e único amistoso até agora entre ambas as formações ocorreu na ilha a 69 anos atrás, em 1947.



A partida será disputada no Estádio Pedro Marrero e será transmitido ao vivo pelas redes de televisão Univision e ESPN, segundo a Federação de Futebol dos EUA informou.

O jogo oficial na rodada semifinal das eliminatórias da CONCACAF para a Copa do Mundo África do Sul-2010, a equipe norte-americana derrotou o time da casa por 0-1 em 6 de setembro de 2008.
"Estamos absolutamente satisfeitos por ter a oportunidade de levar nossa equipe para Cuba", declarou o técnico dos EUA, o alemão Jurgen Klinnsman.

"Estamos sempre à procura que a equipe tenha experiências diferentes e esta é uma oportunidade única", acrescentou o treinador, que com a sua formação terminou no último sábado em quarta posição na Copa América disputada em solo americano.

A equipe dos EUA vai jogar em 2 de setembro contra San Vincent y las Granadinas,  um partido da penúltima etapa da CONCACAF de qualificação para a Copa do Mundo na Rússia.

No dia seguinte, quatro dias depois, recebe a seleção de Trinidad e Tobago na EverBank Field, em Jacksonville (Florida)."


Fonte: Conmebol

Leia Mais ►

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Por que Mariel é “um golaço” na Cuba sem embargo comercial?


 - A jornalista Patrícia Campos Melo, especialista em assuntos internacionais, escreve na Folha um artigo sobre o “golaço” marcado pelo Brasil ao financiar a construção do Porto de Mariel em Cuba, sobretudo agora que os Estados Unidos reataram relações diplomáticas com a ilha e, ao que tudo indica, o embargo comercial de 52 anos está por cair.



Foi o que bastou para uma legião de comentaristas “coxinhas” começarem a xingar e ofender a colunista.

De fato, parecem ser tão pouco inteligentes que não conseguem enxergar o óbvio.

Então, com a paciência que devemos ter com este pessoal, vamos explicar.

A primeira vantagem – além de termos gerado encomendas ao Brasil maiores que o valor financiado –  é que, com o provável fim do embargo, fica mais sólida a estrutura de financiamento, organizada na base do “project finance”, onde a receita do empreendimento é que paga o dinheiro nele investido. Isso dá mais liquidez aos recebimentos e torna, na prática, o financiador um “sócio” das receitas operacionais.
Mas este é o “de menos”.

Mariel é uma zona econômica especial em Cuba, onde se permite até 100% de capital estrangeiro nas empresas. Com a normalização das relações comerciais, será uma “plataforma de exportação” de manufaturados e de semi-manufaturados para os EUA.

Mariel fica a menos de 200 km da costa da Flórida.

É preciso falar das vantagens que terá sobre outras zonas de processamento de exportação hoje usadas pelos EUA, como a de Colón, no Panamá, que fica a 1.800 quilômetros de Miami? Outra plataforma logística, a Península de Yucatán, no México, fica a 900 quilômetros…E Barranquilla, zona especial da Colômbia, com as curvas necessárias para contornar a própria Cuba, a uns 2.500 km.

Dá para entender também que o Brasil tem seu porto mais próximo da costa oeste em Itaqui?  Bagatela de 5 mil quilômetros…

É possível entender que Mariel tem tudo para funcionar tanto  como um hub para conexões com portos do Golfo do México e da costa oeste americana, tanto para grãos e minérios quanto para peças e partes para montagem local?

Não é, claro, a vantagem de carregar/descarregar/carregar ou montar por lá. É reduzir custo e aumentar vendas, por ganhos de competitividade.

Será que agora eles vão entender que o diretor internacional da Fiesp, Thomaz Zanotto, no video que posto abaixo,  não defende o financiamento brasileiro ao porto por ser comunista ou “bolivariano”.
Mas talvez seja demais para os “lobetes”.



Fonte: Tijolaço

Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger