Mostrando postagens com marcador Bob Fernandes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bob Fernandes. Mostrar todas as postagens

sábado, 29 de julho de 2017

Bob Fernandes: "Fingir" e fingimentos - indignação com corrupção, saúde, festa em "Palácio" [vídeo]

Por Bob Fernandes, via Facebook - Ricardo Barros, Ministro da Saúde, conclamou: “Vamos parar de fingir que pagamos o médico e o médico tem que parar de fingir que trabalha”.Isso no país em que a chegada de médicos cubanos foi motivo para escândalo e gritaria. De médicos, associações e manifestantes.



Passados três anos os médicos cubanos continuam no Brasil. E... fez-se o silêncio de associações, médicos e manifestantes.

Talvez porque os médicos cubanos já tenham atendido mais de 60 milhões de pessoas.

Revelador o silêncio em relação aos médicos cubanos. Certos silêncios revelam, assim como certos barulhos.

Na quarta, 12, com a condenação de Lula, foguetório nos chamados “bairros nobres” de São Paulo. Panelas voltaram a retinir.

Na quinta, um dia depois, Temer e seus 40 tiveram vitória na Câmara: rejeitada denúncia contra Temer. Que para vencer trocou 12 deputados na CCJ. E não apenas...

...Em dois meses Temer liberou R$ 1 bilhão para emendas de deputados e senadores. E o que se viu e ouviu no dia em que os 40 de Temer rejeitaram a primeira das denúncias?

Silêncio profundamente revelador. Da hipocrisia que embalou e embala discursos sobre corrupção no Brasil. Do moralismo caolho, aquele que só enxerga a corrupção dos adversários.

Barulho se ouviu foi em Curitiba. Ricardo Barros fingiu não ser ministro da Saúde de Temer. E de um país com 14 milhões de desempregados.

A filha do ministro, a deputada estadual Maria Victória (PP), casou no sábado. A mãe, Cida Borghetti, é vice-governadora e pré-candidata ao governo.

Festa para mil convidados... Protestos entre a igreja do Rosário e a recepção, no Palácio Garibaldi. Com chuva de ovos, garrafas, cuspe, lixo... e Polícia.



VIA

Leia Mais ►

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Política: Bob Fernandes e a moral do "faz de conta" [vídeo]

Comentário sobre o momento atual da política brasileira, na opinião independente e sempre com um ponto de vista incomum na mídia, no jornal da Gazeta, pelo jornalista Bob Fernandes. Leia e assista ao vídeo, logo abaixo.
Leia Mais ►

terça-feira, 14 de março de 2017

Caixa dois é crime, mas agora pode não ser. FHC quer separar 'o joio do joio'

Assista aos vídeos em que os eminentes jornalistas, Bob Fernandes do Jornal da Gazeta e Ricardo Boechat da Band News, relatam sobre a nova interpretação da Justiça Eleitoral e dos políticos em relação ao Caixa 2 dos Partidos. Montante formado exclusivamente a partir das contribuições de estatais e empresas públicas, com a finalidade de financiar as promiscuas campanhas eleitorais brasileiras, o Caixa 2 ganha novos e estranhos aspectos na opinião dos dois jornalistas.
Leia Mais ►

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Política - Agenda verão: condenação para Lula e articulações para o Poder futuro

Bob Fernandes, no Jornal da Gazeta - "Lula em alta. Nesta segunda (19), o juíz Moro tornou Lula réu pela 5ª vez... Lula na frente, crescendo nas pesquisas para a eleição de 2018. Lula é a crônica de uma condenação anunciadíssima.


Uns anúncios se cumprem, outros não. Delatado pela Odebrechet, Caixa 2 para chapa Dilma/ Temer.
Se o TSE julgasse a tempo, até 31 de dezembro, se teria eleições diretas. Trabalharam para que assim não seja.
Optaram por aquilo que Joaquim Barbosa definiu como "Impeachment Tabajara". Porque objetivos principais eram dois.
Neste ano, no auge do sufoco, salvar o Dinheiro Grande quando a inadimplência o ameaçou. Seguem os riscos, mas esse um capítulo para mercados futuros.
O outro objetivo, este já há anos: pavimentar, seja como for, o caminho para retomar o Poder.
Nas delações, os fatos. Todos os grandes candidatos a 2018 delatados: Alckmin, Aécio, Serra, e mesmo Marina, citados por, no mínimo, Caixa 2
Lula, que não está em poder algum, cairá antes.
Nem tudo saiu como esperavam. Era óbvio que em algum momento se tornaria público o que sempre se soube.
Que os dados da empreiteiragem em posse da Lava Jato eram caminho inevitável; entregariam a corrupção em todos os grandes partidos, campanhas e candidatos.
Foram feitas escolhas. Que atiçaram a euforia, e também ódios e resultados eleitorais. E agora, o desencanto... É tempo de improvisar.
Cercado por denúncias contra si mesmo, contra seus ministros e hoje contra sua campanha, Temer segue presidente provisório.
Basta um piparote mais forte de um Odebrecht. Ou de um Eduardo Cunha. Essa a urgência política para aprovação da agenda dos que fizeram Temer presidente.
É, e será, corrida contra o tempo. E contra a realidade. Manchetes são úteis nesse jogo, mas não podem tudo.
Banzé no Supremo, procuradores em surto. Arranca-rabo no Congresso, e entre poderes...Disputas pelo Poder. Ou para salvar pescoços. Articulações e conversas caminham.
Fernando Henrique, Jobim, Gilmar Mendes, Serra, banqueiros, empresários, em especial da comunicação. É o colóquio pelo Poder futuro."


***
Leia Mais ►

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

No Brasil, O Papa Francisco seria "Bolivariano", Por Bob Fernandes

Por Bob Fernandes - "Os Estados Unidos têm estimadas 5.113 ogivas, bombas nucleares. E 450 mísseis intercontinentais. Esse arsenal, um PIB de US$ 17,7 trilhões, e os norte-americanos elegeram... um Trump...


Na chamada "Era da Globalização", os Estados Unidos estão radicalmente divididos. Pelas desigualdades, assim como os ingleses se dividiram no Brexit.
 
No Brasil, a secular divisão por desigualdades agora é profunda, e solar.
 
Três dias antes da eleição de Trump, no Vaticano, o "Terceiro Encontro Mundial de Movimentos Populares". E o Papa Francisco falou sobre esse Mundo dividido.
 
Para Francisco, mundo dividido entre "Os Povos" e o "Muro do dinheiro".
 
Com clareza e dureza raras vezes vistas em Chefe de Estado, o Papa perguntou: "Quem governa? Como governa?".
 
O próprio Papa respondeu:
 
-O Dinheiro governa. Governa com o chicote do medo, da desigualdade, da violência econômica, social, cultural e militar que gera sempre mais violência...
 
Diz o Papa: "Existe um terrorismo de base que deriva do controle global do dinheiro sobre a Terra e ameaça toda a humanidade".
 
"Existe corrupção na política", entende o Papa, como "existe corrupção nas empresas, existe corrupção nos meios de comunicação, existe corrupção nas Igrejas...".
 
"Existe corrupção também nas organizações sociais e nos movimentos populares", adverte o Papa.
Francisco atacou a "Ordem Mundial" que fez do dinheiro "um ídolo", e a corrupção nos mercados financeiros. O que chamou de "A Internacional do Dinheiro".
 
A corrupção via mercados, alerta o Papa, "é menos notícia do que a corrupção diretamente ligada ao âmbito político e social".
 
Francisco cobrou a "resolução radical dos problemas dos pobres", a renúncia "à autonomia absoluta dos mercados e da especulação financeira".
 
Sem tais ações, prega Francisco, "não se resolverão os problemas do mundo e, definitivamente, nenhum problema".
O Papa conclamou 5 mil representantes de Movimentos Populares de 60 países ao trabalho de mudar um "sistema socioeconômico" imoral, injusto e desigual.
 
Na baciada do asneirol clichê o Papa Francisco seria um "comuna", um "bolivariano" da "esquerda caviar"...



VIA

Leia Mais ►

terça-feira, 26 de julho de 2016

Política: 'Fila da propina via Caixa 2 é do tamanho da Muralha da China'

A Justiça brasileira precisa rever seu critério de seletividade. E principalmente deixar de ser hipócrita. Como diria o personagem de um famoso programa humorístico da Globo (o "macaco"): "Cadê os outros!?". Afinal, quanto recebeu das empreiteiras o Partido do adversário na campanha que reelegeu Dilma Rousseff?  Será que isso não vem ao caso para os promotores da Operação Lava Jato?
Leia Mais ►

terça-feira, 10 de maio de 2016

Política - O impeachment e suas gambiarras: Farsa, Comédia, Circo e ...

Por Bob Fernandes – Via: Jornal da Gazeta - "Começou como farsa, segue como comédia e circo. Que não termine em tragédia. Presidente interino da câmara, o obscuro Waldir Maranhão (PP-MA) é mais um farsante, e investigado na Lava Jato.



Oito dos 10 sucessores de Eduardo Cunha na presidência respondem a processos ou têm condenações. E Cunha é réu, com uma pilha de processos.

Dos 513 deputados que votaram pelo impeachment, 299 tem ocorrências na Justiça e/ou tribunais de contas.

Recordemos: os pedidos de impeachment, 37 ao todo, começaram logo depois da eleição. Até as "pedaladas" a cada mês mudavam os motivos.

Temer também assinou "pedaladas". Anastasia, relator do impeachment no senado, "pedalou" em bilhões quando governador de Minas. Governadores e prefeitos "pedalam".

Tudo isso é fato. Mas a cada fato que não interessa ao jogo farsesco aplica-se o já célebre " mas não vem ao caso".

Usando ou não a expressão "golpe", mundo afora se percebe o óbvio: existe impeachment porque existem a Lava Jato e o megadebate sobre corrupção.

Então, como réus e acusados de roubar julgam quem não foi acusada de corrupção por ato de responsabilidade pessoal? Qual a legitimidade disso? Ou "não vem ao caso"?

Vários listados para o governo Temer, incluindo o próprio Temer, estão citados na Lava Jato ou similares. "Não vem ao caso"?

Como o motivo legal para o impeachment pode ser um artifício contábil usado por tantos que estão julgando ou apoiando? Ou "não vem ao caso"?

Truques e gambiarras se acumulam. A forma como Cunha foi suspenso não está prevista na Constituição. O Supremo, hoje o Poder real, valeu-se de uma gambiarra.

Há 5 meses já existiam os motivos alegados para afastar Cunha. Mas ele só foi derrubado depois de ter feito o serviço.

Para a história, inesquecíveis as imagens e manchetes dos que estavam com Cunha. E diante das faixas "Somos milhões de Cunhas" o silêncio cúmplice.

Farsas antes, hoje comédia e circo de Waldir Maranhão, "O Brevíssimo", & Cia
Vamos ao futuro..."



Leia Mais ►

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Bob Fernandes: ‘Investiguem todos e todas. Ou que se terá é apenas mais uma farsa’

Via: o cafezinho - "Decretada prisão de João Santana, publicitário das campanhas do PT desde 2006. Investigação de pagamentos da Odebrecht para Santana no exterior. Esse é o caminho do juiz Moro, procuradores e Polícia Federal para chegar às contas da campanha Dilma/Temer, novamente sendo julgadas pelo TSE.


Investigar deveria ser normal. Anormal é o não investigar. Empreiteiras na Lava Jato doaram R$ 68 milhões para a campanha presidencial do PT. E R$ 40 milhões para a campanha presidencial do PSDB…além de grana para outros partidos e candidatos pelo Brasil.

Por que milhões para uma campanha seriam sujos, são investigados, e milhões para demais grandes campanhas seriam limpos e não são investigados se os doadores são os mesmos? Pergunte-se: como empreiteiras da Lava Jato pagaram demais grandes campanhas Brasil afora?

A resposta a essa pergunta costuma ser sofisma, ou cinismo: “Eles é que estão no Poder; foco legal; querem nivelar todos ao PT” …etc. Votos foram comprados para a emenda da reeleição de Fernando Henrique Cardoso. E nada de CPI, ou investigação pra valer.

Idem nas bilionárias privatizações. So a da telefonia, negócio de R$ 22 bilhões. Sem CPI, sem investigação com consequências. Mesmo com conversas escandalosas nos grampos. Há 4 anos, documentos oficiais em 115 páginas de um livro e…

… E tudo sempre enterrado pela desqualificação dos denunciantes. Pelo fundo das gavetas, e pelo estrondoso silêncio. O Instituto Fernando Henrique nascia com ele ainda presidente. Em um jantar no Palácio da Alvorada, como relatou Gerson Camarotti para a revista Época, em novembro de 2002.

Título: “FHC passa o chapéu”. No jantar, 12 empresários “selecionados pelo leal amigo Jovelino Mineiro”, diz o texto. E R$ 7 milhões “levantados” para o Instituto. No jantar, entre outros, Odebrechet e Camargo Correa. Isso há 14 anos. Alguma investigação, manchetes ou mesmo pergunta sobre tal noitada e amigos? Não. Por que não?

Perguntas devem ser feitas e respondidas. Sobre bens, Institutos, sejam de Lula, FHC ou demais. Sobre conexões, doadores, tantas vezes os mesmos. Idem sobre palestras e contratantes. Já a vida íntima de Fernando Henrique, de Lula, de qualquer mulher ou homem público não importa.
Importam seus atos na vida pública. Mas de todos. Ou o que se tem e terá é apenas mais uma Farsa."



- O jornalista Bob Fernandes, comenta tradicionalmente sobre política no Jornal da Gazeta.

***
Leia Mais ►

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Sobre Moro, Lava Jato, Cunha e Toffoli


Por Luis Nassif, no Jornal GGN – "Para que não se cometam injustiças e para se entender melhor o jogo politico, alguns esclarecimentos sobre episódios recentes.

1- Quem pegou Eduardo Cunha foi a Lava Jato
 
Não bate com os fatos a ideia de que Eduardo Cunha foi pego por uma distração da Lava Jato e pela iniciativa dos procuradores suíços.


O Ministério Público Federal tem acordos de cooperação internacional. As investigações suíças começaram a partir de solicitações enviadas do Brasil.
 
Aliás, desde o início se sabia que Cunha foi dos primeiros alvos da atuação da Lava Jato.
Cobra-se do juiz Sérgio Moro a prisão da esposa de Cunha, da mesma maneira que ordenou a prisão da cunhada de João Vaccari. Se pudesse, Moro prenderia todo mundo e mais alguma coisa. No caso de Eduardo Cunha e demais políticos indiciados, a competência passa a ser do STF (Supremo Tribunal Federal).
 
Portanto, é mérito da Lava Jato, sim, ter apanhado na rede o maior peixe da história política brasileira pós-ditadura – depois de Paulo Maluf.

2. O elogio do PSDB a Toffoli
 
Considerou-se uma prova de honestidade a autocrítica de Carlos Sampaio a respeito das suspeitas de manipulação nas urnas eletrônicas por parte do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
 
Sampaio não apenas admitiu a lisura do pleito como elogiou a atuação de Dias Toffoli, presidente do TSE.
 
No ano passado denunciei a tentativa de “golpe paraguaio” em uma dobradinha Toffoli-Gilmar confirmada por várias fontes bem situadas no Judiciário.
 
O golpe falhou na época, mas nunca deixou de ser considerado por Toffoli. Nos últimos dias, em uma de suas intermináveis viagens ao redor do mundo - à custa do erário - e do alto de seu enorme conhecimento jurídico, Toffoli rebateu os argumentos de Dalmo Dallari, acerca da impossibilidade do TSE cassar o mandato de Dilma. E rebateu com uma única frase, porque poupado pelos repórteres do desafio de justificar sua afirmação.
 
Os elogios de Sampaio lembram a história do bandeirinha torcedor do Atlético Mineiro que, em uma lateral, avisou o jogador do galo: “bola nossa”.

3. A blindagem da Lava Jato
 
O problema principal da Lava Jato é o foco único das delações. Tendo em mãos delatores de empresas que praticam financiamento de campanha em nível nacional, há um cuidado extremo de delegados e procuradores em poupar um dos lados.
 
Em todo interrogatório, sempre aparecem perguntas sobre Lula e filhos. Em nenhum deles, perguntas sobre o PSDB de São Paulo e o de Minas e nada sobre Aécio Neves, mesmo ante todas as evidências de que recorre historicamente aos mesmos esquemas de financiamento dos demais partidos.
 
A sem-cerimônia com que Aécio discorre sobre as investigações mostra uma perfeita segurança de quem se considera blindado contra qualquer eventualidade. Numa livre adaptação do gracejo que, em tom amigável, o Procurador Rodrigo Janot endereçou a Aécio, na sabatina do Senado: “Como se diz lá em nossa Minas, senador, pau que bate em Chico bate também em Chico”. E salve-se Francisco."

***
E agora, o comentário de Bob Fernandes: "Para a história: acusados de corrupção julgam impeachment de acusados de corrupção":




Leia Mais ►

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Política: Bob Fernandes, Semler e a Petrobras

No rastro das revelações da roubalheira na Petrobras, de variadas formas o Brasil vai sendo posto a nu.
Recente largada oral foi dada por Mario Oliveira Filho, advogado do lobista Fernando Baiano. Disse ele para simulação de espanto geral:

 



"No rastro das revelações da roubalheira na Petrobras, de variadas formas o Brasil vai sendo posto a nu.
Recente largada oral foi dada por Mario Oliveira Filho, advogado do lobista Fernando Baiano. Disse ele para simulação de espanto geral:

-No Brasil, se não fizer acerto (com políticos) não se coloca um paralelepípedo no chão.
Diante do paralelepípedo, enquanto fustigava a grandeza das quantias no caso Petrobras, Gilmar Mendes buscou delimitar alvos:

-Acho que esse tipo de situação é excepcional...

Autor do best seller "Virando a Própria Mesa", o empresário Ricardo Semler chutou mesa, balde e alvos em artigo na Folha.

Lembrando ser tucano e ter votado contra Dilma, Semler disse ser "impossível vender para a Petrobras" desde "os anos 70".

Foi assim também "nos anos 80, 90 e até recentemente", afirmou o empresário. Para Semler, o que mudou, e para menos, foram ospercentuais na roubalheira:

-...os porquinhos -como eram conhecidos em Paris- cobravam 10% na importação de petróleo em décadas passadas.

Semler ironiza as passeatas recentes pela "volta da ditadura" e, palavras dele, "a elite escandalizada com os desvios na Petrobras".

O empresário provoca: "Onde estavam os envergonhados do país nas décadas em que houve evasão de R$ 1 trilhão por parte dos empresários?".

Segundo Semler, "há dezenas de outras estatais com esqueletos parecidos nos armários". Para ele, a "onda de prisões" é um "passo histórico para o país".

Para desconsolo dos que usam o discurso moral apenas como arma política e, para tanto, buscam somente alvos dos "outros" enquanto escondem os seus, Semler foi para além da Política:

-É igualmente muito difícil vender para muitas montadoras e incontáveis multinacionais sem antes dar propina para o diretor de compras.

Depois do empresário por a nu a Corte toda, ranger de dentes e tentativas de desqualificação por parte de servos e penduricalhos.

Conclusão do empresário Semler: "Deixemos de cinismo (...) Santa hipocrisia".

O espelho pode ser cruel."


Canal: Jornal da Gazeta
Imagem: reprodução/YouTube
VIA


Leia Mais ►

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Bob Fernandes: PT e PSB substimaram Aécio

Bob Fernandes*

Sun Tzu, general, estrategista e filósofo chinês dos anos 500 antes de Cristo, ensinava: "Jamais subestime o inimigo", o adversário. Por décadas Lula foi, e ainda é subestimado. Com Dilma, no domingo o PT chegou à vitória no 7º turno em 4 eleições presidenciais, e está no poder há 12 anos.
Leia Mais ►

terça-feira, 29 de julho de 2014

Política: O “mercado”, que toca o terror na eleição, quebrou o mundo

Por Bob Fernandes*  

O "mercado" não quer Dilma. Isso está nas manchetes há dias, semanas. A Bolsa sobe ou cai a depender de pesquisas mostrarem Dilma em baixa ou em alta. E não só pelos erros do governo Dilma. Em 2002, governo Fernando Henrique, o "mercado" fez terror com a hipótese da vitória de Lula. Qual foi o resultado daquele terror todo?
Leia Mais ►

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Copa 2014: bilhões de corações e mentes voltados para o Brasil

Por Bob Fernandes, para a TV Gazeta -

"Vai ter Copa… Porque há 7 anos o governo, governos e a maioria da população quiseram a Copa.
Vai ter Copa porque todo o “negócio futebol” no mundo, estima-se, beira o US$ meio trilhão. E a Fifa é a banca nesse negócio.
 
Como é o COI no negócio Olimpíada. O esporte é grande motor e indutor do capital internacionalizado. No oficial e no paralelo, nos paraísos fiscais.





Também por isso a comunista China torrou US$ 42 bilhões numa Olimpíada. E Londres gastou R$ 30 bilhões. Agora, a Inglaterra quer tirar do Catar a Copa de 2022. Os Estados Unidos correm por fora.

A Copa é um grande negócio…Para alguns. Quem paga uns R$ 200 milhões por direitos de transmissão pode faturar dez vezes mais.

Copa, Olimpíada, são grandes negócios para empreiteiras. No mundo todo. Por isso os 12 estádios novos.

Vai ter Copa porque empreiteiras, entre outros, financiam campanhas eleitorais por todo o Brasil. Para candidatos de todos, TODOS os grandes partidos.

Protestar é direito, dever do cidadão. Como é dever do Estado impedir que protestos agridam a lei, e o direito coletivo.

Vai ter Copa, e não é demais lembrar: os Estados Unidos se tornaram Império ao impor seu poderio econômico-militar. Mas também ao conquistar corações e mentes.

Conquistaram com Hollywood, com Jesse Owens vencendo Hitler, com o beisebol, o jazz, o rock, pop, o basquete…

O Brasil, sem pretensões de ser império, se espalhou pelo imaginário do mundo a partir de 1958. Desde Pelé, Garrincha & cia.. até Neymar.

Gostem ou detestem, Brasil & futebol são indissociáveis aos olhos do mundo. E isso tem, saibamos, enorme valor.

Com muito ou pouco protesto, vai ter Copa. Daqui a horas, 3,5 bilhões de pessoas estarão de olhos, corações e mentes voltados para o Brasil.

O Brasil com seus enormes, seculares desafios e desigualdades. O Brasil com suas gigantescas e admiráveis qualidades."

Canal: TVGazeta
Imagem: reprodução/YouTube


Leia Mais ►

quarta-feira, 19 de março de 2014

Bob Fernandes - "Marcha da Família Alienada" é ópera bufa [vídeo]

Por Bob Fernandes
Daqui duas semanas, os 50 anos do golpe militar que enterrou o Brasil numa ditadura de 21 anos. Num país em que 55 milhões de pessoas usam internet há espaço para dizer e acreditar no que se quiser. Mesmo que seja algo sem pé e, principalmente, sem cabeça. Há quem, no próximo sábado, pretenda reeditar em 200 cidades a "Marcha da Família com Deus".

Leia Mais ►

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Bob Fernandes - imagine se o helicóptero da cocaína fosse de Genoíno [vídeo]

“Maior cronista do Brasil, Luis Fernando Veríssimo declarou voto no PT por mais de uma vez. E, aos 77 anos, Veríssimo segue dizendo o que pensa. Outro dia ele escreveu: - Proponho o fim da hipocrisia no julgamento de casos de corrupção no país. Oficialize-se, já, dois sistemas de pesos e medidas diferentes. Um que só vale para o PT... e outro para os outros, principalmente o PSDB.”
Leia Mais ►

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Bob Fernandes - O Pros, do Eurípedes, pode. Marina e seus 20 milhões de votos...


"Nesta semana o TSE define se o partido Rede, de Marina Silva, terá ou não registro. Se poderá disputar eleições no ano que vem. Negado o registro Marina terá até sexta-feira para decidir o futuro político. A Rede tem 440 mil assinaturas e diz ter entregue outras 80 mil há mais de dois meses.
Leia Mais ►

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Bob Fernandes - "Médicos Cubanos" provocam fígado e alma do Brasil

"Estão chegando os médicos cubanos. Em 700 municípios, 11 milhões de brasileiros não tem nem um médico. Na maioria, em Estados do Norte e Nordeste com baixo índice de desenvolvimento humano e muita miséria. Virão médicos também de outros países, mas, claro, Cuba é o chamariz para o debate.

Leia Mais ►

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Bob Fernandes: ruas e redes sociais rompem a blindagem [vídeo]


"Publicados em páginas diferentes e com manchetes distintas, certos fatos aparentam não ter muito em comum. Mas têm tudo a ver. A gangorra nas pesquisas eleitorais tem a ver com as ruas de junho e julho. E as ruas têm relação com má gestão. E com noticiário sobre corrupção.
Leia Mais ►

sábado, 3 de agosto de 2013

Bob Fernandes comenta escândalo de corrupção em governos do PSDB em São Paulo [vídeo]


Leia Mais ►

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Brasil - a espionagem de outrora

Tem tido muita repercussão na Blogosfera um comentário feito pelo jornalista Bob Fernandes no Jornal da Gazeta, sobre a espionagem dos EUA no Brasil. Veja o vídeo abaixo. Fernandes, comenta a declaração contraditória do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que "nunca soube de espionagem da CIA" no Brasil.
Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger